Paróquia

Santa Rosa de Lima

Notícias da paróquia › 02/05/2018

Bênção ao dizimista

Estimados dizimista, graça e paz da parte de Deus, nosso Pai!

No Dia do Trabalho, primeiro de maio, dia em que somos motivados a pensar na relação homem e trabalho, principalmente na atual conjuntura brasileira, recordamos que também é o Dia de São José Operário. Dessa forma, vivemos duas dimensões da fé cristã: uma celebrativa, litúrgica que nos coloca em contato com o mistério da fé e outra social, que nos convida a refletir sobre a realidade concreta pela qual passamos.

Estamos num momento em que o índice de desemprego no país está muito elevado. São mais de 12 milhões de desempregados no Brasil, o que mostra concretamente o forte impacto da crise econômica, política, social e moral que estamos enfrentando. Isso nos obriga a repensar muitas coisas, inclusive nossas posturas, atitudes e decisões pessoais e coletivas que facilitam ou dificultam o combate à situação. Faz parte da nossa consciência religiosa lutar pelo bem comum, inclusive por que faz parte da vivência da solidariedade. Esse desafio na dimensão social torna-se maior quando reconhecemos que deve estar entrelaçado com a perspectiva religiosa e espiritual para que não seja apenas mais um movimento sócio-político. O desejo pelo Reino de Deus é um desejo que se concretiza em relações justas, solidárias, fraternas, não violentas, que respeitam a dignidade humana.

Portanto, assim como é importante o empenho na ação social, é igualmente importante trazer a questão para a vivência da espiritualidade. Devemos fazer um esforço para perceber de que forma a nossa fé abraça os desafios existentes na construção de uma sociedade mais justa e solidária. É certo que as possibilidades se dão em vários níveis e uma das formas de sair do egoísmo é o envolvimento ou a colaboração com projetos que vão ao encontro dos mais necessitados. Nesse sentido, parabenizo você dizimista pelo gesto concreto de solidariedade, por meio do seu dízimo. Que seu trabalho seja uma fonte de bênção para você e para os seus, que nunca lhe falte o necessário para uma vida digna e nem a sensibilidade para os irmãos e irmãs que precisam de nossa atenção e ajuda.

 

Pe. Sergio Lucas e Pastoral do Dízimo

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *