Paróquia

Santa Rosa de Lima

Mensagem do pároco › 08/01/2019

Palavra amiga – Janeiro 2019

É agradecendo ao Senhor da Vida que deixo minha última mensagem do ano de 2018 e a primeira de 2019.

Na fé sempre encontramos uma compreensão para todos os acontecimentos da vida, ainda que a “razão pura” nem sempre aceite nossa compreensão. Por isso, compartilho com todos minha gratidão a Deus por mais um ano vivido e pela expectativa no novo ano que se aproxima, fixo meus olhos no semblante de Maria Santíssima, retratada em tantas devoções com um gesto maternal e olhar amoroso para o Filho de Deus, inspiração para demais seguidores e seguidoras do Evangelho, como Santa Rosa de Lima, cujo olhar na imagem que se encontra em nosso presbitério, penetrar o amor de Cristo Jesus, no crucifixo que a Santa tem nas mãos.

A fé nos leva a percepções e descobertas de coisas que, aparentemente são tão comuns e óbvias, mas que se tornam intensas e transformadoras em nosso interior. Muitas vezes, ao longo de 2108 pude contemplar a dor, o sofrimento, a confiança, o amor, a esperança, a alegria, a certeza de que nunca, jamais estamos sozinhos, que permitimos que Deus fale ao nosso coração.

Tive a possibilidade de ficar um longo tempo entregue a esse sentimento em algumas oportunidades, em outras foram apenas alguns minutos; todas elas foram muito significativas para minha vida espiritual. Por isso, jamais poderia passar de um ano para outro sem expressar esse reconhecimento.

Em Deus agradeço a cada pessoa que esteve comigo neste ano que se encerra. Muitas trouxeram-me alegria, conforto, sentimentos bons, outras, não. Mas, mesmo a essas, quero agradecer porque elas também me obrigaram a procurar mais a Deus e aumentar minha certeza de que Ele jamais nos abandona, “Ele é fiel” e “Ele é por nós”. Em Deus busco as duas formas de viver o perdão: perdoar e ser perdoado. E assim, a cada ano, mantenho a esperança de pode crescer mais um pouco na fé e no amor, vividos na dimensão da minha espiritualidade, nos diálogos com o próprio Deus na Santíssima Trindade e no exemplo da Virgem Maria, mas também nas relações do dia-a-dia, concretamente com o próximo, no qual devo enxergar a imagem e semelhança de Deus.

Eis o tempo de despedida, 2018, está nos deixando, que dele possamos guardar as coisas boas que vivemos e multiplica-las no novo ano. Sob o testemunho de Santa Rosa de Lima, possamos todos nós exercitar o recolhimento na oração, numa “cela espiritual” onda a fé transborda e as mãos se estendem solidárias para ajudar com sinceridade os necessitados que nos olham suplicando misericórdia e solidariedade. Que sejamos todos corajosos no desafio de viver com mais autenticidade a fé que nos une, no respeito mútuo às diferenças que não precisam nos separar.

Feliz 2019!

Pe. Sergio Lucas – Pároco

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *