Paróquia

Santa Rosa de Lima

Mensagem ao Dizimista

financeiro igrejaPrezado(a) irmão(ã) dizimista:

Este mês gostaria de falar sobre algo que talvez muitos já conheçam, mas, certamente, não todos. Trata-se dos recursos financeiros que são captados pela paróquia. Antes, porém, peço que você pare um breve instante e pense em nossa estrutura como um todo. O tamanho de nosso espaço físico; o funcionamento diário da igreja, que abre as portas todos os dias do ano (não há UM ÚNICO DIA em que a nossa paróquia feche totalmente as suas portas); as muitas atividades que aqui se realizam, de domingo a sábado; os funcionários que são legalmente contratados com todos os direitos da Lei Trabalhista; os impostos que pagamos e muito mais. Tudo isso administrado por mim, o pároco, junto com as equipes de voluntários da paróquia, mais especificamente, com o Conselho Administrativo e Econômico, que são pessoas nomeadas diretamente pelo bispo.

Então, agora podemos nos perguntar como conseguimos os recursos financeiros para dar conta dessa responsabilidade? Basicamente, contamos com quatro fontes: coletas, doações espontâneas, vendas de alguns artigos religiosos e dízimos. As coletas são imprevisíveis; as doações espontâneas são mínimas, o que acontece também com a venda de artigos religiosos. É indiscutível a importância e necessidade do dízimo, que cobre boa parte das despesas e, sendo uma contribuição sistemática, oferece certa garantia de cumprir com os compromissos financeiros da paróquia. A soma de todas as fontes de recursos tem sido suficiente para dar conta do que tratei no primeiro parágrafo, às vezes um pouco menor e às vezes um pouco maior que os gastos. Para podermos planejar uma melhoria, faz-se necessária a realização de eventos, inclusive porque é preciso estar prevenido quanto a uma necessidade emergencial.

Com isso, quero reiterar minha gratidão por seu empenho, por sua consciência de responsabilidade para com a comunidade e, timidamente (pois estamos vivendo um momento social e econômico do país particularmente difícil), pedir que pense na possibilidade de uma atualização de sua ajuda.

Que Deus o(a) cubra de bênçãos e retribua todo o bem realizado.

 

Pe. Sérgio Lucas
Pastoral do Amor (Dízimo)

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *