Paróquia

Santa Rosa de Lima

Mensagem do pároco › 02/12/2019

Mensagem aos dizimistas – Dezembro

Prezados dizimistas,

Que a luz do Salvador irradie em seu coração!

O mês de dezembro já começa com a expectativa do Natal do Senhor. Nessa época, nós os cristãos buscamos viver mais concretamente o mistério da Encarnação do Filho de Deus, Jesus Cristo, Nosso Salvador. É interessante perceber como, naturalmente, expressamos o amor a Jesus e àquela que se coloca diante de Deus, como colaboradora do projeto do Pai, Maria Santíssima. Ao longo da vida, numa oração tão simples e conhecida, expressamos a grandeza de um mistério.

Quando rezamos, dizendo: “O Anjo do Senhor anunciou a Maria e ela concebeu do Espírito Santo”, não só recordamos a Anunciação, mas também nós nos colocamos diante da comunicação de Deus para com todos e cada um de nós. Deus nos fala por meio dos acontecimentos da vida, nas mais diversas situações. Precisamos estar atentos aos sinais do Senhor e reconhecer aquilo que Ele faz por nós, as alegrias e bênçãos que recebemos. No Advento, nossa expectativa em relação à comunicação divina é a chegada do Salvador. Continuamos nossa reza: “Eis a serva do Senhor, faça-se em mim conforme a vossa Palavra.” Com essas palavras, percebemos que a atitude de Nossa Senhora é uma inspiração para a relação do humano com o Divino. Colocar-se como servo diante do Senhor é não querer impor a própria vontade, mas disponibilizar-se totalmente a Deus, mesmo quando não temos muita clareza das coisas. É um gesto de confiança absoluta. Rezamos ainda: “E o Verbo de Deus se fez carne e habitou entre nós.” Referimo-nos ao nascimento do Salvador, a Festa da Encarnação, o encontro de Deus com nossa frágil humanidade. O ensinamento divino que se dá até na forma como Jesus nasce, na simplicidade e humildade e, ao mesmo tempo, é um fato repleto de grandeza e da beleza do mistério sagrado, revelado em Deus Menino. Uma Criança que atrai para si os olhos dos nossos corações transbordantes de ternura, amor e fé.

De fato, não há outra forma de celebrar o Natal que não seja mergulhar na experiência maravilhosa do amor revelado por Deus. A verdadeira celebração de Natal, portanto, não exige muito esforço, mas apenas que fixemos o nosso olhar na estrela que guiou os Magos ao encontro de Cristo e deixemos que o Espírito Santo conduza nossos pensamentos, palavras e ações na celebração desse encontro que nos renova a cada ano.

A todos das nossas famílias, aos dizimistas, em especial aos que celebram aniversário natalício neste mês, desejamos não somente um “feliz”, mas principalmente, “Santo Natal”, enfatizando o autêntico significado dessa nossa Festa Cristã.

 

Pe. Sergio Lucas e Pastoral do Dízimo

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *