Paróquia

Santa Rosa de Lima

Mensagem do pároco › 08/04/2019

Que a certeza do amor de Cristo seja a força da sua vida!

Prezados dizimistas,

Neste mês de abril, celebramos a mais importante festa cristã, a Páscoa de Nosso Senhor Jesus Cristo. O tempo da quaresma está chegando ao fim e nos interroga sobre como temos feito esse caminho quaresmal. Àqueles que ainda não tiveram tempo para se confessar, é recomendável que busquem o sacramento da reconciliação. Aqui na nossa paróquia, além dos horários disponíveis normalmente, conforme orientações da secretaria paroquial, no dia 15 de abril, uma segunda-feira, das 19:00 às 21:30, teremos outros sacerdotes que estarão ajudando no atendimento.

Reconciliados com Cristo e com os irmãos, aproximamo-nos da mãe de todas as celebrações cristãs, a Vigília Pascal, que acontecerá na noite do dia 20, Sábado Santo. Preparando-nos para essa noite santa, vale a pena recordar alguns aspectos do seu significado. Essa celebração tem uma rica liturgia, repleta de simbolismos que nos ajudam a compreender melhor e mergulhar nos mistérios da fé cristã. O início se dá fora da igreja, que deve estar às escuras, invadida pelo luto por Jesus morto na cruz. O fogo novo é abençoado e dele retira-se uma chama para acender o grande Círio Pascal, grande vela, enfeitada que recebe os cravos da crucifixão de Jesus. Ele, o Cristo, venceu a morte e traz para os seus seguidores a luz da nova vida. Por isso, os fiéis acompanham o rito com uma vela na mão e recebem a luz da vida nova. Todos seguem para a igreja e acompanham as leituras bíblicas que fortalecem nossa convicção de que Deus quis fazer uma aliança conosco e, desde a criação, se volta com coração misericordioso para a humanidade ferida pelo pecado. A Palavra de Deus nos mostra Jesus como nosso único Salvador. Lembramos nessa celebração o dia em que todos nós nos tornamos cristãos, o dia do nosso batismo e renovamos as promessas batismais, pois nossa adesão a Cristo, que se fortalece a cada instante, é renovada nessa noite. Participamos do banquete eucarístico e alimentados com o Corpo de Cristo, encerramos essa celebração para continuarmos nossa missão e vivermos a alegria dos cinquenta dias da Páscoa.

Diante da riqueza litúrgica das nossas celebrações, enxergamos como a prática religiosa se faz importante e está conectada aos nossos anseios existenciais mais íntimos. Percebemos o quanto é necessário compreender o significado dos ritos e celebrá-los com o coração. Nesse espírito, antecipo a todos vocês os votos de que o tempo pascal, que se aproxima, seja vivido com alegria, pois a ressurreição do Senhor é a maior vitória do cristão.

Abril 2019

Pe. Sergio Lucas

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *