Paróquia

Santa Rosa de Lima

Horários de Missas

Segunda a sábado às 18h Domingo às 8h e 10h30

 

ATIVIDADES DA IGREJA EM TEMPOS DE PANDEMIA

As missas continuarão sendo  transmitidas pela internet pelo canal do Youtube e pelo Facebook.

Haverá a possibilidade de participação presencial até o limite de capacidade da igreja.

No acesso à igreja, será verificada a temperatura das pessoas e o uso de álcool gel e máscara são obrigatórios.

Teremos um frasco de álcool gel na entrada da igreja.

Somente as pessoas que NÃO estão no grupo de risco podem participar presencialmente. Para as demais, nossa recomendação é que permaneçam em casa e assistam pela internet.

Caso hajam alterações de horários ou de procedimentos ou novas informações, avisaremos.

 

A Santa Missa

Na Missa, os católicos celebram o sacrifício de Jesus Cristo na cruz, recordando a Última Ceia, na qual Jesus reuniu Seus apóstolos, durante a Páscoa do ano de Sua morte. Normalmente, aquela ceia seguiria o ritual das ceias cultuais judaicas, nas quais o hospedeiro tomava um pedaço de pão, erguia-o um palmo acima da mesa e dizia uma breve oração antes de dividi-lo com todos. Na Páscoa, para assegurar as graças divinas, a ceia incluía o sacrifício de um cordeiro. Jesus, porém, tomou o pão, partiu-o e disse: “Tomai, comei. Isto é o Meu Corpo que será entregue por vós”, colocando-Se no lugar do cordeiro. No fim da ceia, Jesus tomou o cálice de vinho e o abençoou, dizendo: “Bebei dele todos; porque isto é o Meu sangue, o sangue da Nova Aliança, derramado em favor de muitos para remissão de pecados”. Ao falar “Nova Aliança” (o mesmo que Novo Testamento), Jesus quis afirmar que não valia mais a Antiga Aliança (ou Antigo Testamento), pela qual Deus escolhera apenas o povo de Israel para ser o Seu povo. A Nova Aliança estabelecia uma nova relação entre Deus e os homens, segundo a qual todos os povos seriam chamados a ser filhos de Deus. Jesus terminou com a frase “Fazei isto em memória de mim” para deixar marcada no coração dos homens essa mudança, de uma forma especial.

Com isso, instituiu-se o sacramento da Eucaristia, que é o ritual central da Missa e a memória da paixão de Cristo. Nele, por meio da comunhão, mostramos nossa gratidão por poder partilhar a presença do Pai, do Filho e do Espírito Santo e revivem-se todos os momentos da memorável refeição de Jesus com os apóstolos, com o mesmo sentido de fraternidade.

A Missa apresenta quatro partes distintas. A primeira consiste dos Ritos Iniciais, marcando a chegada e a reunião de todos os convidados em torno da mesa. A segunda parte, uma animada conversa entre amigos que se encontram, é a Liturgia da Palavra, o alimento espiritual, a palavra de Deus – a Boa Nova que Jesus pregava. A terceira parte é a Liturgia Eucarística, o coração da Missa, que revive o mistério pascal de Cristo, ou seja, Sua morte e ressurreição. Com a consagração feita sobre o altar, a hóstia adquire as propriedades do corpo de Jesus, e os fiéis, como fizeram os apóstolos, tomam seu alimento sólido (o pão, agora em forma de hóstia) e podem tomar o vinho, seu alimento líquido (em muitas ocasiões o celebrante imerge a hóstia no cálice de vinho antes de oferecê-la ao fiel), ressurgindo com Cristo para uma nova existência. A quarta e última parte, a bênção e a despedida dos Ritos Finais, tem o mesmo sentido da bênção dada por Jesus a seus discípulos após Sua ressurreição: que apregoassem pelo mundo a palavra de Deus.

Imprimir